O isolamento social, a interrupção de atividades e inclusão de outras, o acúmulo de informações, vazios e excessos no dia a dia, angústia pela saúde e insegurança quanto ao nosso futuro são alguns dos desafios trazidos pela pandemia da COVID-19 para a nossa rotina e cotidiano. Diante de todos esses fatores como cuidar das atividades do dia a dia e da nossa saúde mental frente a essa atual realidade?

Pensando nessas questões, o guia “Cuidando da sua saúde mental em tempos de Coronavírus” reúne propostas de cuidado em saúde mental alinhadas às recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), trazendo sugestões didáticas de cuidado para públicos de todas as idades e reflexões importantes sobre o apoio coletivo, assim como medidas e orientações protetivas.

Sabrina Ferigato, responsável pela coordenação desse material, afirma que “cuidar da nossa saúde mental nesse momento difícil significa cuidar dos efeitos que ela pode produzir individual e coletivamente. Para minimizar os efeitos, que podem ser negativos e danosos, é preciso cuidar de si mesmo, de suas relações e da forma como podemos reagir frente a nossa realidade”

Sabrina Ferigato é docente do Departamento de Terapia Ocupacional (DTO) da UFSCar e integrante do Laboratório de Terapia Ocupacional e Saúde Mental, o La Follia da Universidade. Participaram da elaboração das recomendações o Coletivo Adelante, o grupo “Vozes da Saúde Mental na atenção à crise da Covid-19” e o Núcleo do Rio de Janeiro da Associação Brasileira de Ensino de Psicologia (ABEP-RJ).

O material é gratuito, assim como sua tradução em espanhol realizada pelas terapeutas ocupacionais Profª. Luz Ma. Moreira Aravena (Universidad Andrés Bello y Universidad de Santiago de Chile) e Carla Regina Silva (DTO UFSCar).

Créditos da imagem: Rawpixel no Rawpixel

Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *