Sabemos que estar em distanciamento social não é a realidade de todos, muitos ainda estão trabalhando presencialmente em atividades essenciais e aí pode surgir a dúvida: como trabalhar em segurança, sem ser infectado pelo vírus? É possível?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) fez um documento com as informações principais para prevenir o contágio pelo novo coronavírus (SARS-COV-2), responsável pela doença COVID-19 em ambientes de trabalho.

Como primeiro passo, precisamos entender que o vírus se espalha embora ainda existam incertezas sobre a forma de transmissão, já sabemos que ela ocorre principalmente por meio de pequenas gotas de saliva, que contaminam o ar, objetos e superfícies quando tossimos, espirramos ou apenas conversamos. Assim, ao tocarmos objetos e superfícies contaminadas e levarmos as mãos aos olhos, nariz ou boca, ou ao ficarmos próximos de alguém com a doença, podemos nos contaminar.

Entendendo a forma de contaminação e contágio, seguir as recomendações de prevenção fica mais fácil, por isso recomendamos aos empregadores, empregados e profissionais autônomos que:

  • mantenham o local de trabalho SEMPRE limpo, seja com desinfetante, álcool 70% ou detergente. Os principais locais a serem limpos são maçanetas de portas, interruptores de luz, torneiras, bancadas, corrimões, mesas, telefones (incluindo celular), teclados, entre outros que sejam tocados por muitas pessoas;
  • mantenham o ambiente arejado com portas e janelas abertas;
  • evitem aglomerações e manter distância de, pelo menos, 2 metros entre as pessoas;
  • evitem compartilhar canetas, telefone, fones de ouvido, mesas com colegas de trabalho. Caso não seja possível, limpar e desinfetar em toda troca de turno ou usuário;
  • evitem reuniões presenciais;
  • promovam a lavagem das mãos com água e sabão ou uso do álcool em gel, quando a lavagem não for possível;
  • evitem tocar o rosto, especialmente os olhos, a boca e o nariz durante as atividades e em ambientes coletivos;
  • fiquem atentos para identificar o quanto antes os primeiros sintomas da doença, que são: febre com outros sintomas como tosse ou nariz escorrendo ou falta de ar ou dor de garganta.

Ao identificar os sintomas, seguir as orientações dos cuidados pessoais e de isolamento para evitar o contágio de outras pessoas. Em caso de sintomas, a recomendação de isolamento é de 14 dias, mas fique atento sobre as normas de apresentação de atestado médico e verifique a necessidade de apresentá-lo presencialmente;

Seguindo as recomendações, podemos tornar nosso local de trabalho mais seguro!

Créditos da imagem: user3802032 no Freepik

 

Versão em Libras:

Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *