Autoria: Rubervam Du Nascimento

Descrição das obras: Todos os cincos poemas fazem parte de uma série de 13 poemas. A ausência de total solidariedade da cidade grande em relação aos que vivem na rua sem a sua acolhida.

Descrição detalhada:

Obra 1: Trata-se de um conjunto de poemas que trabalham os temas apresentados ao concurso, tendo como substrato a nossa presença na terra, como seres humanos, com desvios morais, culturais, éticos, displicentes e sem exercício de ajuda ao outro, a não ser para defender a nós mesmos.

Obra 2: Idêntico retrato do desrespeito que preservamos enquanto desumanos criaturas terrestre em relação as aves, as árvores, e a tudo que nos cercam.

Obra 3: Uma espécie de pesadelo em poema, retirado de uma noite mal dormida, levado pela descoberta online do número de mortos levados pela COVID-19. Precisamente, diz respeito à morte de um tio, irmão do meu pai que veio a falecer, depois de enfrentar a COVID-19 num hospital, inclusive sendo-lhe amputada uma pena q teve problemas durante a internação.

Obra 4: Um diálogo com o poeta Haroldo de Campos, numa viagem pelo universo azul do Universo de “Crisantempo”. Uma busca de fôlego para respirar, digamos.

DA INFÂMIA DO ABRAÇO – Rubervam Du Nascimento

clique aqui para acessar as obras na íntegra

 

Expressão: Literatura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *