projeto PermaneSER visa a disseminação de materiais e informações compiladas de fácil acesso baseadas em evidências científicas sobre cuidados, a fim de promover a saúde e a prevenção contra a COVID-19. Para dar assistência aos alunos durante esse momento de pandemia, surgiu a ideia de um bate-papo com membros do Centro Acadêmico (CA) para entendermos de que forma podemos ajudar os alunos, considerando suas particularidades como, por exemplo, curso, cidade e campus.

Para isso, entramos em contato com o CA de cada curso dos 4 campi da Universidade, com o objetivo de levantar dados como a história do curso, sua importância (para o campus, região e mercado de trabalho), suas funções, objetivos, desafios e o que mais fosse interessante acrescentar.

Um dos depoimentos que recebemos foi do Centro Acadêmico de Ciências Biológicas do campus Lagoa do Sino, cuja participação agradecemos de antemão! Segue o texto:

Relato do Centro Acadêmico de Ciências Biológicas do campus Lagoa do Sino

A Universidade de São Carlos possui 4 campi localizados em diferentes cidades. Eles estão distribuídos em São Carlos (onde fica a sede), Sorocaba, Araras e Buri.

O campus Lagoa do Sino está localizado na cidade de Buri, interior de São Paulo, e surgiu em 2014, a partir de uma doação feita pelo escritor Raduan Nassar, com o objetivo de ajudar no desenvolvimento do sudoeste paulista. O curso de Bacharelado em Ciências Biológicas foi implementado no ano de 2016 e a sua linha de formação é voltada para a “Biologia da Conservação”, ou seja, durante todo o período da graduação os alunos desenvolvem a perspectiva conservacionista, a fim de que possam aplicá-la nas diferentes áreas da nossa rica biodiversidade. Além disso, todos os conteúdos são ministrados a partir de eixos temáticos, de modo que os diferentes assuntos sejam oferecidos de forma integrada, e que os discentes, por meio das aulas práticas, possam ter contato com os mais diversos fatores bióticos e abióticos. Essas aulas práticas são realizadas nas diversas trilhas presentes no próprio campus, em áreas de remanescentes florestais, sistemas agroflorestais e nos laboratórios.

O campus Lagoa do Sino está localizado em uma das regiões mais preservadas do estado de São Paulo, com áreas de transição entre os biomas do Cerrado e da Mata Atlântica. Porém, essa mesma região sofre com baixos índices socieconômicos e, por isso, os alunos da Universidade são estimulados a entender as necessidades locais para aplicar, em diferentes projetos de pesquisa e extensão, formas de desenvolver o uso sustentável no território, auxiliar a comunidade local — principalmente por meio da educação ambiental —  e aplicar métodos de conservação de inúmeras espécies.

O principal desafio de um biólogo com linha de formação em conservação é, certamente, o de alinhar o desenvolvimento com a conservação das espécies. Por isso, o nosso curso busca formar profissionais que entendam o papel do homem para a proteção e utilização racional dos recursos naturais, garantindo a sustentabilidade e a existência da natureza para as futuras gerações. O objetivo é conciliar o desenvolvimento com a conservação e aplicar estratégias conservacionistas que usem o pensamento crítico para garantir que não fechemos os olhos para povos e comunidades tradicionais, cujos costumes e culturas já existiam antes mesmo do conceito de conservação.

Crédito da imagem: Biblioteca Campus Lagoa do Sino – UFSCar

 

Veja também:

Categoria: Projeto PermaneSER

Envia suas dúvidas sobre COVID-19 para nós!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *