Desde dezembro de 2019, foi descoberto na China um vírus oficialmente chamado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) de SARS-CoV-2 (Síndrome Respiratória Aguda por Coronavírus 2). No início de fevereiro, a OMS denominou a doença causada pelo novo coronavírus de COVID-19. COVID significa Corona Virus Disease (Doença do Coronavírus), enquanto 19 refere-se ao ano em que ocorreram os primeiros casos da doença. Em 11 de março de 2020, a mesma Organização declarou a Covid-19 como uma pandemia. Apesar das inúmeras pesquisas que estão sendo realizadas para compreender os mecanismos da doença e formas de tratá-la, muitas incertezas ainda circundam o tema. (1)

Evidências mostram que diversas comorbidades estão associadas a maior gravidade da infecção. Dentre elas estão os portadores de hipertensão, de diabetes mellitus (DM), de doença coronariana e de doenças cerebrovasculares. (2)

Estudos indicam que pacientes infectados pelo vírus com diabetes não tratada ou descompensada, longo histórico de diabetes, presença de complicações, doenças concomitantes e especialmente idosos (maiores de 60 anos) independentemente do tipo de diabetes, tenham um prognóstico da doença menos promissora. (3)

A Sociedade Brasileira de Diabetes elaborou um compilado de respostas às perguntas mais frequentes sobre o assunto diabetes e COVID-19. Essa iniciativa tem como objetivo a divulgação de conhecimentos com base científica, já que o acesso a eles é dificultado em meio as inúmeras fake News presentes nos meios de comunicação.(4)

Dentre as informações destacadas, foi explicado que não são todas as pessoas com diabetes que possuem imunidade baixa — como normalmente as pessoas imaginam — pois ela está ligada a elevação da concentração de glicose no sangue e não à resistência insulínica. Por isso, o controle da glicemia é muito importante, principalmente em meio à pandemia. Também recomenda-se que as pessoas com diabetes que apresentam sintoma respiratório (como tosse), febre mantida a mais de um dia ou desconforto para respirar procurem atendimento hospitalar por suspeita de COVID-19.

Não é indicado que o paciente diabético altere seu esquema de tratamento sem a orientação médica. Em caso de suspeita por COVID-19, é fundamental que o protocolo de isolamento dentro da própria casa do paciente seja seguido inicialmente por 14 dias. É necessária a monitorização das glicemias capilares mais frequentemente de acordo com a orientação médica. A SARS-CoV-2 geralmente cursa com febre e aumenta a concentração glicêmica, podendo descompensar o diabetes. Por isso, é indicado que se tome líquidos (água) para evitar uma desidratação. Até que mais estudos a respeito do assunto sejam publicados, é recomendado, como precaução, o uso de dipirona e paracetamol em casos de dor ou febre, evitando o uso de ibuprofeno.

O tratamento do DM passa por grandes obstáculos durante o período de pandemia. Com a quarentena, as pessoas ficam confinadas em casa. Logo, as oportunidades para se exercitarem são limitadas, já que idas à academia ou a prática da caminhada são inviáveis no momento. Além disso, o estresse psíquico não pode ser desconsiderado, principalmente decorrente da angústia, da falta de certezas e perspectivas quanto ao encaminhamento do cenário atual. Alterações na rotina também podem afetar a qualidade alimentar. Isso pode se dar em decorrência de distúrbios alimentares advindos do estresse, mas também pode estar relacionado ao acesso limitado a frutas e vegetais frescos, além da tendência em preferir comidas semiprontas ricas em calorias e gorduras saturadas e trans. (5)

Diante desse quadro, é orientado aos pacientes diabéticos que mantenham, se possível, uma dieta regular e balanceada, com uma quantidade adequada de proteínas, fibras e quantidade reduzida de gorduras saturadas. (6)

Além disso, a prática de exercícios pode ser continuada dentro de casa. Andar de bicicleta, esteira, exercícios de resistência com pesos adequados ao porte físico do paciente também são benéficos.

É essencial que os medicamentos para o controle glicêmico sejam tomados com regularidade. A telemedicina pode ser extremamente útil em tempos como esse. Orientações feitas pelos médicos a seus pacientes quanto o tratamento podem ser dados remotamente. Pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde) poderão ter consultas virtuais nos postos de saúde da Atenção primária a partir de maio. O Consultório Virtual é uma das estratégias do Ministério da Saúde para promover assistência à população em época de pandemia. Além de tirar dúvidas sobre os sinais e sintomas da COVID-19 sem sair de casa, pacientes com condições crônicas podem dar seguimento ao acompanhamento com as equipes que já os conhecem e com quem tem forte vínculo. (5,7,8).

Referências Bibliográficas:

  1. Ak S, R G, A G, A M. Diabetes in COVID-19: Prevalence, Pathophysiology, Prognosis and Practical Considerations [Internet]. Vol. 14, Diabetes & metabolic syndrome. Diabetes Metab Syndr; 2020 [citado 22 de abril de 2020]. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/32298981/
  2. BANERJEE M, CHAKRABORTY S, Pal R. Diabetes self-management amid COVID-19 pandemic. Diabetes Metab Syndr. 13 de abril de 2020;14(4):351–4.
  3. GUAN W, NI Z, HU Y, LIANG W, OU C, HE J, et al. Clinical Characteristics of Coronavirus Disease 2019 in China. N Engl J Med. 28 de fevereiro de 2020;0(0):null.
  4. GUPTA R, GHOSH A, SINGH AK, MISRA A. Clinical considerations for patients with diabetes in times of COVID-19 epidemic. Diabetes Metab Syndr. 2020;14(3):211–2.
  5. HUSSAIN A, BHOWMIK B, DO VALE MOREIRA NC. COVID-19 and diabetes: Knowledge in progress. Diabetes Res Clin Pract. 9 de abril de 2020;162:108142.
  6. MADDALONI E, BUZZETTI R. Covid-19 and diabetes mellitus: unveiling the interaction of two pandemics. Diabetes Metab Res Rev. 31 de março de 2020;e33213321.
  7. Notas de esclarecimentos da Sociedade Brasileira de Diabetes sobre o coronavírus (COVID-19) [Internet]. Diabetes na era Covid-19. 2020 [citado 19 de abril de 2020]. Disponível em: https://www.diabetes.org.br/covid-19/notas-de-esclarecimentos-da-sociedade-brasileira-de-diabetes-sobre-o-coronavirus-covid-19/
  8. Postos de saúde do SUS terão consulta virtual [Internet]. [citado 27 de abril de 2020]. Disponível em: https://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/46773-postos-de-saude-do-sus-terao-consulta-virtual

Autora:Maria Clara Cavalcante Espósito

Créditos da imagem: Jcomp no Freepik

Veja também:

Envie suas dúvidas sobre Coronavírus ou COVID-19

Categoria: Farmacologia

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *