Autoria: Eduardo Pastore

Descrição da obra: A estrofe de “Primeiro Olhar” trata de um encontro no passado, em que ninguém imaginava a situação da pandemia. E o refrão fala do futuro, situação que ganha nova conotação ante a pandemia, em que as relações sociais tiveram de se adaptar rapidamente. É tempo de transformar os hábitos para preservar o que temos de melhor: a conexão real com as pessoas que estão ao nosso redor.

Expressão: Música

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *