Autoria: InFeto

Descrição da obra: A chuva de falsas notícias e estilhaços de esperanças que bombardeia a população durante a pandemia.

Expressão: Literatura

Samba da vacina / 2020
InFeto

Vacina!
Vaticinada em cada esquina
mas finge que vai e nunca sai
Vacina!
Rússia, China, Oxford, Alemanha
todo dia uma demanda, promessa, notícia
Vacina!

Tá pior que político em campanha
e como sempre o povo apanha
e não aprende
Vacila!

Homem aranha não usa tanta máscara
Minha pele já não aguenta álcool 70
minha cara já ta degradê
Vacina!

Quando vai nascer essa menina?
Com quantos pais vai ser benzida?
Vacina!
Ganância, dinheiro, esperança
Gota, pistola e ilusão
– lalaiá –
Sofrem e morrem os filhos
com a falta de ar da nação
Eh, Vacina! Vacina! Vacina, não vacila!

Quero de volta minha boemia
Maxixada com ovo e camarão no balcão
Vacina!
Samba, jatobá, multidão, cravinho
Olho na pele, suor sem tensão
Vacina!

Ganância, dinheiro, esperança
Gota, pistola e ilusão
– lalaiá –
Sofrem e morrem os filhos
com a falta de ar da nação
Eh, Vacina! Vacina! Vacina, não vacila!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *