A atenção à saúde indígena no Brasil é coordenada pela Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), responsável por executar a Política Nacional de Atenção à Saúde dos Povos Indígenas e a gestão do Subsistema de Saúde Indígena (SasiSUS), articulado com o Sistema Único de Saúde (SUS).

A rede é composta por 34 Distritos Especiais de Saúde Indígena (DSEIs) organizados em pólos-base que coordenam as 1.199 Unidades Básicas de Saúde Indígena (UBSI), localizadas próximas às comunidades e que prestam assistência a 770.350 indígenas de 416 etnias.

Também compõem o SasiSUS, 67 Casas de Saúde do Índio (CASAIs), que são locais de recepção e apoio para indígenas que precisam realizar tratamentos nos serviços de referência do SUS.

Fonte: https://images.app.goo.gl/jn3d73L1C1Vm4tsK9

Na situação de pandemia pelo novo coronavírus (SARS-COV-2), há enorme preocupação com a situação de vulnerabilidade dos grupos indígenas, que já enfrentam alta incidência de infecções respiratórias e gastrointestinais agudas, malária, tuberculose, infecções sexualmente transmitidas, desnutrição e doenças preveníveis por vacinas.

No dia 02/04/2020, o Ministério Público Federal (MPF) editou a Recomendação nº 11/2020, considerando a atual situação de vulnerabilidade social e econômica à que estão submetidos os povos indígenas e a situação de emergência pública de importância internacional causada pela pandemia do novo coronavírus. As recomendações contidas no documento visam organizar os serviços de saúde e evitar o risco de extermínio indígena, tendo em conta que, em outros momentos da história, houve genocídio causado por diversas epidemias.

Deixamos aqui três links importantes:

  • Para ler Recomendação nº 11/2020 do Ministério Público Federal (MPF), clique aqui
  • Para consultar o mapeamento dos dados de boletins epidemiológicos com número de casos suspeitos, confirmados, descartados e óbitos em cada um dos 34 DSEIs, clique aqui
  • Plataforma de monitoramento da situação indígena na pandemia do novo coronavírus no Brasil, clique aqui

     

Referências

  1. https://www.saude.gov.br/saude-indigena/sobre-a-sesai

Créditos da imagem: CiganaVida no Pixabay

 

Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *