O que aprendemos com a pandemia?

No atual contexto brasileiro, o Sistema Único de Saúde (SUS) vem sendo desafiado a cumprir seu papel de produtor de cuidados integrais, materializando os princípios de universalidade, equidade, integralidade, acessibilidade, entre outros.

A pandemia do Sars-Cov-2 expôs dificuldades do sistema de saúde público brasileiro que já vinha sofrendo subfinanciamento, praticamente desde sua criação, e no atual governo vem passando por desfinanciamento.

Temos como objetivo discutir os desafios postos para a atenção primária em saúde (APS), no Brasil, considerando as demandas colocadas para o trabalho desenvolvido em rede e as demandas advindas da pandemia, causadora da doença Covid-19.

Neste contexto, o Núcleo de Pesquisa e Estudos em Saúde Coletiva – NUPESCO -Profa Dra Maria Cecília Puntel de Almeida, da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP-USP) se debruça sobre o tema da Saúde Coletiva desde 1988 e, nesse momento, propõe a se unir em reflexões com outras unidades da Universidade de São Paulo, entre elas, a Faculdade de Medicina de São Paulo por meio do Departamento de Medicina Preventiva e a Universidade Federal de São Carlos, por meio do projeto InformaSUS, propondo a realização desse Seminário intitulado: O SUS e a Atenção Primária em Saúde: o que aprendemos com a pandemia?

 

Crédito da Imagem: Nações Unidas em Unsplash

Nossa proposta

O seminário está sustentado em três grandes eixos que se articulam:

  • Micropolítica do trabalho em Saúde e os desafios frente a pandemia da Covid 19;
  • Processos de reorganização dos serviços da APS, acerca da constituição das equipes, dos processos de educação permanente em saúde, a produção de cuidados individuais e coletivos;
  • Grandes desafios postos como as redes de atenção, o processo de formação de profissionais para a APS e o financiamento do sistema.

Essa discussão torna-se importante, visto que os problemas globais, como a pandemia do Covid-19, poderão ser mais frequentes e desvelar que o desafio da APS não se resume somente a uma questão sanitária, mas que possui relação estreita com os campos político, social e econômico que é notável frente ao contexto político nacional.

Crédito da Imagem: Nações Unidas em Unsplash

INSCREVA-SE E GARANTA SUA VAGA

Seminário Online e Gratuito | Dias 08, 09 e 10 de dezembro

Programação

Abertura do Evento – O SUS e a Atenção Primária em Saúde: o que aprendemos com a pandemia?

 

Conferência: Micropolítica, subjetividade e pandemia: desafios postos para a APS no Sistema Único de Saúde

 

Sarau/Atividade Cultural

 

Mesa Redonda: Ferramentas micropolíticas – trabalhadores e usuários na APS

 

Conferência: (Re)construção dos processos de atenção e gestão na APS no contexto da Covid 19

Sarau/Atividade Cultural

Mesa Redonda: O que estamos construindo na APS no contexto de mudanças provocadas pela COVID 19: desafios na produção do cuidado

Entrevista: Os grandes desafios do SUS (desfinanciamento, redes de atenção, formação, EPS)

Conferência de Encerramento

Local e Datas

Canal do InformaSUS

Clique e inscreva-se!

08, 09 e 10 de Dezembro

08/12 – 13h30 às 18h
09/12 e 10/12 – 14h às 18h

Certificado

Frequência superior a 70%

Dúvidas ou Sugestões?

Envie um e-mail: nupesco@eerp.usp.br

Projeto

Esse seminário é parte do projeto de extensão “Experiências da Atenção Primária em Saúde no SUS: invenção e resistência em tempos de pandemia”, com subsídios do Edital   01/2020  da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária – fomento às iniciativas de cultura e extensão ligadas aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas” – Universidade de São Paulo.

Público-Alvo

Estudantes da área da saúde, profissionais de saúde, pessoas da comunidade, docentes e pesquisadores do campo da saúde e interessados na temática.

EXPERIÊNCIAS DA ATENÇÃO PRIMÁRIA EM SAÚDE NO SUS

Invenção e Resistência em Tempos de Pandemia

Conheça nosso projeto de divulgação e documentação
de experiências da Saúde, desenvolvidas no SUS.

realização

apoio

fomento