Autoria: Naty Brasil

Descrição da obra: O poema procura explorar em todos os sentidos a resiliência, se relacionando diretamente ao Eixo II – Resiliência em tempos de pandemia.

Expressão: Literatura

Sofisticada resiliência

Requintada palavra
de magnífico resultado.
Proparoxítona tão admirada.
Característica pela maioria almejada.
Sobretudo, em tempos de pandemia!

No entanto, sua prática exige garra.
Aliada com flexibilidade e serenidade.
Afinal, consiste na habilidade de se equilibrar.
De se controlar quando tudo parece piorar.
Especialmente, em situação urgente,
tal qual a que passamos ultimamente.

Resiliência
é a força da experiência
que te torna capaz
de seguir em frente:
constantemente perspicaz,
indefinidamente sorridente!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *