Autoria: Menino da Lua

Descrição da obra: Usa uma linguagem apóstrofe na qual evidencia uma espécie de clemência, prece, para preservar aqueles que amamos. Mostra preocupação e medo em perder uma pessoa querida para o tempo — denominado de tempestade — que é nomeado de “Madrasta” e de “Nefasta do tempo”. O desespero do eu lírico mostra a não aceitação de perder quem ele verdadeiramente quer bem e ama.

Expressão: Literatura

 

Tempestade 

 

Oh, tempestade, afasta-te 

De nós! Afasta-te de mim! 

Assusta-me e perturba-me 

O teu agir. Afasta-te! 

Brava e Impetuosa andas, 

Madrasta de meu pesadelo. 

Temente a ti fico até o cabelo, 

Predadora do vasto Oceano! 

Sucumbindo almas próximas 

De minhas praias desespero, 

Por meus corações eu temo, 

Nefasta Madrasta do tempo! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *