Autoria: Joelma Couto

Descrição da obra: Os dias se arrastam sob este tempo sombrio.

Expressão: Literatura.

 

 

VOZ

Os dias se arrastam sob este tempo sombrio.
Tento acordar as minhas ilusões
assombradas pelo noticiário.
Debruço sobre a dor daqueles
que choram as suas perdas.
A ânsia de recriar um futuro
ecoa no silêncio obscuro.
Espremido entre a esperança e o medo.
Que amordaçam os meus lábios
escondidos pelo tecido escuro
sufocando a minha expressão.
Meus olhos ainda tentam encontrar:
uma luz cintilando sobre as pedras
iluminadas pelo reflexo da lua.
Que pende através dos mistérios da noite!
O meu peito
que ainda se reconhece
capaz de sonhar.
Revirando entre o sonho e o pesadelo
desperto, tentando encontrar
em meio este caos,
ao menos a própria voz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *